Proposta de participação do cidadão

Submeter

Paul Wciorka

Breve descrição da proposta

Coloque vários painéis informativos na cidade sobre os seguintes tópicos. A informação deve corresponder ao estado actual da ciência, que também inclui factos desagradáveis. Por exemplo, que as nossas monoculturas causam muitos danos, que uma grande parte dos nossos resíduos plásticos é enviada para o estrangeiro e depois acaba por não ser controlada na natureza e muito mais. A ajuda das universidades também pode ser usada aqui. Ao lado de um ou mais diagramas grandes deve haver vários fatos interessantes. Também deve haver um endereço de contato na vitrine, para que se possa enviar sugestões de melhorias.

As placas ou vitrines podem ser fixadas em vários locais da cidade (por exemplo, Holzmarkt, Paradies, Bahnhof, Johannistor, etc.).
Possíveis tópicos:

  • Ciclo hidrológico (ciclos naturais e humanos, águas subterrâneas).
  • Ciclo do ar
  • Resíduos
  • Insectos (incluindo a extinção de espécies, estatísticas com o número de insectos nas últimas décadas, porque é que precisamos de insectos, o que é que se pode fazer)
  • A humanidade
  • Vida aquática
  • Criaturas da floresta
  • História da cidade (por exemplo: criar 12 cartazes e trocá-los mensalmente)
  • Criação de animais
  • Agricultura
  • Floresta (plantas, morte de árvores, área na Alemanha e no mundo, mudança de área nas últimas décadas)
  • Mobilidade
  • Equipar 2 a 4 caixas de exposição em cooperação entre escolas e universidade e universidade de ciências aplicadas, que são alteradas a cada poucas semanas. Os alunos têm de pensar num tópico, resolvê-lo em conjunto e, em seguida, ele será exibido.
  • Ter 1 ou mais expositores estocados por lares de idosos ou voluntários.

Penso que seria importante se houvesse realmente uma participação permanente dos cidadãos nos temas nos casos de exposição. Dessa forma, cartazes permanentemente afixados poderiam ser continuamente melhorados e as vitrines com temas em mudança atingiriam uma grande variedade.

Custos

ainda não mencionado

Parecer da administração

A proposta é inválida.

Por um lado, existem razões financeiras, já que 5.000 euros não são suficientes para cobrir a) as despesas relacionadas com o conteúdo e b) também as despesas de construção. Uma vitrine no espaço público, que é adequada de acordo com as normas de segurança, custa pelo menos 800 euros, a instalação custa cerca de 600 euros e os custos de manutenção para os próximos 5 anos teriam de ser adicionados.

Por outro lado, os recursos de pessoal para o esforço organizacional não podem ser fornecidos.

Categoria

coesão social

Ano

2020

Estado

inválido

Votos

0